feliz dia das mães!

Olá queridos leitores!

Nos preparativos da viagem, não fiz nada para o dia das mães…mas não posso deixar de postar algo neste dia tão especial!

Estou passando por uma fase bem exigente com minha filha. Ela está na tão famosa crise dos três anos. Um período no qual eles começam a se individualizar e, por isso, a “desejar” com mais intensidade. É a fase dos escândalos, das birras… Quem não passou por isso (ainda) pode imaginar e quem já passou sabe o quanto estou à flor da pele! E é por que estou à flor da pele que desejo homenagear minha filha neste dia das mães!

Filha, querida, você ainda não sabe ler. Você, neste momento, sabe fazer desenhos lindos, sabe dizer coisas sabiamente maravilhosas e divertidas, sabe falar tudo, e sabe se encantar com qualquer pequena coisinha que aparece na sua frente. Neste momento, cada pequena pedra que encontramos pelo caminho, vc se abaixa e a recolhe, trazendo para casa, lavando e guardando junto às suas coisinhas.  É esta a metáfora que uso para contar para os outros o que você representa na minha vida. (O que é uma metáfora? Metáfora é uma histórinha que contamos para embelezar o mundo, filha.) Você, desde que chegou dentro da minha barriga, me ensinou a pegar cada pedrinha do caminho ao invés de apenas muda-la de lugar. Cada pedrinha que encontrei desde que vi aquela bolinha pulsando dentro de mim, foi guardada como um tesouro.

As batidas do teu coraçãozinho me mostraram que uma música pode transformar toda a nossa existência para sempre, teu sorriso me mostra o valor da esperança e da docilidade, tuas mãozinhas me fazem sentir a delicadeza do universo, teu olhar me faz ver a pureza do mundo, tuas palavras mostram que podemos ser profundos e divertidos ao mesmo tempo, tuas fases mostram que não estamos parados nunca. Foi enquanto você estava dentro da minha barriga que aprendi a confiar, e que percebi que o controle não é algo a que devemos nos apegar. Enquanto você estava lá, aprendi a ter paciência. Aprendi também a imaginar, a inventar histórias a não querer antecipar o futuro e viver intensamente o presente.

Cada vez que penso na minha coleção de pedrinhas, vejo o quanto você me ensinou e me ensina a viver desde o primeiro dia.

Você ainda não sabe ler e não entenderia a maioria das coisas que escrevi aqui porque você ainda tem muito o que viver e aprender, meu amor. Pode ter a mais absoluta certeza que durante a tua vida estarei sempre ao teu lado, segurando nas tuas mãos e te ajudando a recolher e cuidar de cada pedrinha do caminho. Te amo com todas as minhas energias. E agradeço a você por existir e por me dar a possibilidade de comemorar, todos os dias, por ser sua mãe.

um beijo na testa,

mamãe

maria-do-curso

Olá queridos leitores!

Minha amiga Ceci vive dizendo que eu a mato com os meus cursos! E eu devo admitir que sou mesmo uma Maria-do-curso. Adoro cursos! Sejam eles de cupcake, de biscoitos, de bonecas de pano…eu adoro estar com outras pessoas e dividirmos nossas histórias e nossos conhecimentos!

Mas desta vez, a Maria aqui além de começar um curso novo, realizará um sonho! Desde os 16 anos – mais ou menos – que sonho em costurar minhas próprias roupas. Na verdade, tinha uma amiga na adolescência cuja mãe costurava as próprias roupas e aquilo me encantava completamente. Mas era um sonho muuuuito distante. Naquela época não tinha internet (aff…abafa!) e achar um ateliê que ensinasse a costurar, sem ser profissionalmente, era uma missão impossível! Agora, morando em Floripa, com internet wi-fi banda larga (mamma mia! Alguém achou que isso fosse mesmo existir?? Eu nunca pensei neste futuro tão tecnológico, mas minha imaginação tecno-científica é beeeeem limitada!) encontrei esse ateliê!! E começo amanhã meu tão sonhado curso de corte e costura!! As roupas da minha filha certamente terão preferência né? Ela ficará linda,linda!

Estou feliz como criança! E logo, logo venho mostrar minhas artes alinhavadas para vcs!

Um abraço e até breve!